Familiares, amigos e autoridades políticas velam corpo de Epitácio Cafeteira na Assembleia Legislativa 21h28

Familiares, amigos e autoridades políticas continuam no Plenário da Assembleia Legislativa, velando o corpo do ex-governador Epitácio Cafeteira, um dos políticos mais populares do Maranhão e que morreu no domingo (13), aos 93 anos. O corpo do político, procedente de Brasília, foi recebido com honras de chefe de Estado pelo Corpo de Bombeiros e, em seguida, levado para a sede do Parlamento Estadual, onde ocorreu a celebração das santas exéquias, conduzida pelo padre Eduardo Carneiro Barbosa. O sepultamento está marcado para esta terça-feira (15), às 9h, no Cemitério do Gavião, na Madre Deus, precedido de missa, às 8h, na Assembleia. Epitácio Cafeteira estava internado em Brasília, numa UTI residencial, em virtude de seu delicado estado de saúde, agravado nos últimos anos. A morte abalou a classe política maranhense. Assembleia Legislativa, Prefeitura de São Luís e Governo do Estado manifestaram profundo pesar e decretaram luto oficial. “Neste momento de dor, a Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão solidariza-se com o deputado Rogério Cafeteira, com toda a família, amigos e admiradores do ex-senador Epitácio Cafeteira, rogando a Deus que conforte a todos”, disse o presidente da AL, deputado Othelino Neto (PCdoB). O governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), também manifestou pesar e solidariedade, uma vez que tinha amizade de muitas décadas com Epitácio Cafeteira e sua família. “E também ao nosso líder do governo na Assembleia, deputado Rogério Cafeteira, que é o continuador da liderança consolidada por Epitácio Cafeteira ao longo da vida. Por outro lado, além desses laços da solidariedade pessoal, vim prestar a minha solidariedade política, e a de todo o povo do Maranhão, por mim manifestada neste momento à família”, disse o governador. Trajetória Nascido em João Pessoa, na Paraíba, Epitácio Cafeteira Afonso Pereira era filho de José Justino Pereira do Café e Eudóxia Afonso Pereira. A carreira política no Maranhão começou em 1962, quando foi eleito suplente de deputado federal pelo PR, chegando a exercer o cargo. Em 1965, foi eleito prefeito de São Luís e, posteriormente, ingressou no MDB. Foi prefeito da capital maranhense até 1969. Em 1970, concorreu ao Senado pela primeira vez, mas foi derrotado. Em 1972, Epitácio Cafeteira foi eleito pela primeira vez como deputado federal e reeleito, em 1978 e 1982. Em 1986, foi eleito governador do Maranhão, com mais de 80% dos votos válidos. Em 1990, renunciou ao Governo do Maranhão e foi eleito para o Senado Federal. Epitácio Cafeteira exerceu o cargo de senador com dois mandados, entre 1º de fevereiro de 1991 e 1º de fevereiro de 1999 e 1º de fevereiro de 2007 a 1º de fevereiro de 2015. Foi dele, à frente do executivo estadual, a obra de revitalização da Praia Grande, no Centro Histórico de São Luís. O chamado “Projeto Reviver” alicerçou o processo que levou a capital do Maranhão, anos mais tarde, a ser reconhecida como Patrimônio Cultural da Humanidade.
14/05/2018 (00:00)

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.